Imagine que você acordou e está em 2040. As pandemias de 2020, 2024 e 2029 mudaram drasticamente a vida na Terra. Tivemos que reaprender a conviver em sociedade e a cooperar com nossos irmãos de outros países. A década de 2030 foi de reconstrução. Colocamos o nosso melhor em prover acesso à saúde, alimento, educação e energia limpa para que todas as pessoas ao redor do globo se sintam seguras e protegidas de calamidades sanitárias e humanitárias, incluindo questões como doenças, fome e a crise climática ainda em curso. Um trabalho muito árduo. Mas hoje, finalmente, é 26 de Julho de 2040 e temos uma nova missão: intencionar o que queremos para o futuro a partir daqui. Pensar as próximas décadas que impactarão a humanidade nos próximos séculos por vir.

Participaremos de uma conferência online por holograma em que as imagens serão recebidas diretamente no nosso cérebro. Por aqui, onde você está, chega somente a parte em texto. Para essa narrativa coletiva que será tecida, todos terão espaço de fala para compartilhar sua mensagem de futuro. As mensagens chegarão mentalmente e sincronamente a todos, o tempo de fala de cada um não é um desafio. Intenções que transformarão o modo como geramos a nossa própria energia. Uma oportunidade de gestarmos a nossa própria existência como ancestrais de um tempo por vir.

Chega a sua vez de falar. Os 5 bilhões de humanos ao redor da Terra agora te escutam em uníssono e estão de coração aberto para receber a tua mensagem. O que você diz?

(...)

Você acorda em 2021, 2 de Maio. Foi um sonho. Ou uma viagem no tempo? Influenciados pelas ondas de uma tempestade solar que atingiram a Terra, de alguma forma uma ponte de comunicação conectou essas diferentes temporalidades. Curiosamente, o kin daquele dia no futuro e que na grande contagem do Tzolk’in da civilização Maia dará nome àquele ano, é também o mesmo do dia em que você acordou. Você procura na internet e diz assim:

Kin 139 Tormenta Solar Azul: pulso com o fim de catalisar, realizando a energia. "Arrisco-me sem medo, atravesso as muralhas e poderei escolher minha própria realização.”

Daqui desse tempo você sente que ainda temos tanto a fazer até lá… Mas que vale a pena sonhar a próxima era sem perder de vista as urgências da próxima hora. Uma dança cósmica que nos pede balanço.

O que foi que você disse mesmo nesse sonho?


* Escrito por Gust Nog M fundador do Torus Lab do Tempo para os participantes da Guilda de Viajantes do Tempo e inspirado nas aulas dos nossos cursos e workshops Temporal; no livro “O Bom Ancestral: como pensar longo prazo em uma sociedade imediatista”, nas pedagogias do coletivo “Gestos Rumo à Futuros Decoloniais” apresentadas pelo Projeto Terra Adentro , assim como em estudos sobre os kins realizados junto à Stephanie South, diretora criativa da Fundação Lei do Tempo e com o Sincronario da Paz , representantes da Fundação Lei do Tempo no Brasil. Amamos e honramos o trabalho de todos os mencionados.