Não somos apenas um laboratório do tempo, mas um laboratório que estuda, realiza experimentos e compartilha aprendizados sobre o tempo espiral.

Nathan Fernandes – jornalista e viajante do tempo que faz parte da nossa Guilda – compartilhou a melhor (e mais divertida) síntese para explicar o nome Torus:

“A ciência hoje sabe que o universo é um holograma, uma matriz de tempo, chamada de ‘torus’ porque assume a forma de uma absurda de enorme espiral autossuficiente.”

A frase vem de um report da Agência Central a de Inteligência Americana (CIA) da década de 80 e liberado só agora, mas a nossa conexão com o Torus vem da intersecção de muitas áreas de estudos do tempo. Descrito na matemática e presente como matriz do tempo e da realidade em diversas escalas da natureza, o Torus é nossa bússola para questionar o pensamento linear e utilizar a inteligência temporal para perceber novas maneiras de se relacionar com o tempo, individual e coletivamente.

Este é apenas um ponto de partida para nossa conversa sobre o que orienta nossas ações no Torus Time Lab. Que tal essa ser sua bússola temporal também?